My Twitter Feed

May 23, 2018

MANIFESTO DE APOIO À PROFESSORA FLÁVIA RODRIGUES

Em apoio à professora Flávia Rodrigues, educadora da rede municipal do Rio de Janeiro, pela defesa do legítimo direito de reivindicação por melhores condições de salário e trabalho, por um sistema de educação pública de qualidade, reproduzimos o Manifesto de Apoio aprovado pela assembleia geral do SEPE da rede municipal do Rio de Janeiro. MANIFESTO DE APOIO À PROFESSORA FLÁVIA E DE REPÚDIO À SME – SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – E DE REPÚDIO À PERSEGUIÇÃO POLÍTICA SOFRIDA POR ELA A Professora Flavia Rodrigues vem sendo perseguida pela Secretaria e pela CRE por alegação de ter colocado cartaz na Escola em…

Leia Mais

Marielle Franco, Presente!

O SINDPSI-RJ se solidariza com a família da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, brutalmente assassinados no Rio de Janeiro. Share PostTwitterFacebookGoogle +1Email

Leia Mais

A Novela “O outro lado do paraíso” presta desserviço a população!

O Sindicato dos Psicólogos do Estado do Rio de Janeiro manifesta indignação e preocupação com a forma como a novela ‘O outo lado do paraíso’ tem tratado a temática sobre atendimento as mulheres vítimas de abuso sexual. As novelas brasileiras tem tradição em apresentar temas que suscitam debates entre seus expectadores; assim, mesmo se tratando de obra de ficção, é recebida por significativa parcela da população como “retrato da realidade”. Nesse contexto, inserir o atendimento por um coach a uma pessoa (personagem) que foi abusada sexualmente, como sugere a produção, é mais que um desserviço, é perigoso! O ABUSO SEXUAL…

Leia Mais

INFORME DA ASSEMBLEIA REALIZADA NO DIA 05/02/18

INFORME DA ASSEMBLEIA DXS PSICOLOGXS REALIZADA DIA 05/02/18 Considerando indagações sobre a legalidade da Greve para Psicologxs Estatutários informamos: Desde a primeira Assembléia as psicólogas e psicólogos Servidores Estatutários que trabalham na Atenção Básica e saúde mental do município Rio de Janeiro estão inseridos nas deliberações registradas em ata. Todxs Psicólogxs da Atenção Básica e Saúde Mental do município do Rio de Janeiro estão contemplados em ata. Não houve qualquer declaração de ilegalidade da greve. Os empregadores tendem a pressionar, inclusive com propagação de falsas informações. Realizada a avaliação da categoria sobre o processo de greve, ficou deliberado: Greve não presencial, com 50% da carga horária em ativudades presenciais no serviço. Convite as diferentes categorias para participação na Assembleia Geral do CAPS Rocinha, no dia 07/02, 9h. Convocação da categoria para a Plenária do Movimento Nenhum Serviço de Saúde a Menos, 07/02, 14h , no SINMED, Av. Churchill,…

Leia Mais

SINDPSI-RJ em Petrópolis

O SINDPSI-RJ esteve reunido com Psicólogas e demais categorias de Servidores da Saúde e Assistência Social de Petrópolis. O objetivo é articular ações para garantir que as pautas dos trabalhadores sejam atendidas. No momento os Servidores reivindicam a reposição salarial 2016/2017, o pagamento do abono de férias e a não alteração de carga horária das diversas categorias. Muitos Servidores acusam o prefeito Bernardo Rossi de gastar  uma fortuna com a decoração de Natal R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais), enquanto alega não ter dinheiro para pagar a reposição salarial referente a 2016, que estava parcelada e foi suspensa…

Leia Mais

Greve dos Psicólogos da Saúde do Município do Rio de Janeiro

Em consonância com o Movimento ‘Nenhum Serviço de Saúde a Menos’, psicólogas e psicólogos que trabalham na atenção básica e nos dispositivos de saúde mental, deliberam greve com data de início a partir do dia 07 de novembro de 2017. Abaixo está o conteúdo da Carta de Reivindicações da categoria. CARTA DE REIVINDICAÇÕES DA GREVE DOS PSICÓLOGOS TRABALHADORES DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO Os psicólogos trabalhadores dos serviços de saúde do Município do Rio de Janeiro deliberaram em assembleia geral realizada em 31 de Outubro de 2017 as seguintes reivindicações: 1) Recomposição imediata do orçamento…

Leia Mais

Nenhum Serviço de Saúde a Menos

Não é de hoje que estamos sofrendo com as tentativas de desmonte do SUSna cidade do Rio d Janeiro. Esse ano a situação se agravou. A prefeitura do Crivella contingenciou mais de 500 milhões de reais do orçamento da saúde e ainda apresentou proposta de mais cortes para o orçamento de 2018. Os trabalhadores e usuários do sistema estão pagando caro. Atrasos salariais recorrentes, incertezas e inseguranças, assédio moral, falta de insumos e medicações, mais de 100 demissões só no mês de outubro. Os trabalhadores estão se organizando. Nós psicólogos somos uma categoria importante da área da saúde e precisamos…

Leia Mais

SINDPSI-RJ pela manutenção integral da resolução 01/99

A Resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que veta as(os) psicólogas(os) práticas discriminatórias no que tange a sexualidade, teve a sua validade relativizada em razão de decisão da Justiça Federal, que acolheu, parcialmente, o pedido que motivou a ação. A medida representa um grave retrocesso para a população LGBT, mais uma vez alvo de grupos fundamentalistas. Não menos grave é saber que a prática das(os) trabalhadoras(os) psicólogas(os) seja objeto dessas tentativas de normatização dos corpos, de violação da liberdade de ser. Tal decisão também implica em eminente risco a autonomia e independência das trabalhadoras(es) psicólogas(os), que vêem deslegitimado Resolução…

Leia Mais

Revogação da Reforma Trabalhista

O Sindicato dos Psicólogos do Estado do Rio de Janeiro (SINDPSI-RJ) convida as(os) Psicólogas(os) a assinar o abaixo assinado para a  ANULAÇÃO DA REFORMA TRABALHISTA. A iniciativa promovida pela Central Única dos Trabalhadores CUT, tem o propósito de recolher, pelo menos, 1,3 milhão de assinaturas para protocolar na Câmara Federal  um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que anule (revogue) a lei da Reforma Trabalhista. É POSSÍVEL? Sim. No Brasil, já foram revogadas 11 (onze) leis por meio de Projetos de Lei de Iniciativa Popular. A Constituição Federal permite que a sociedade apresente um projeto de lei à Câmara dos…

Leia Mais

#UERJ RESISTE

O SINDPSI-RJ também está engajado na defesa da UERJ. A UERJ Resiste! A UERJ somos nós! A potência da Resistência está em nós! O início da história da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) remonta aos idos de 1950, quando foi fundada a Universidade do Distrito Federal (UDF) pela a Lei Municipal nº 547. Nessa época a Capital Federal (DF) era a cidade do Rio de Janeiro. No ano 1958, passou a se chamar Universidade do Rio de Janeiro (URJ). Em 1961, após a transferência do Distrito Federal para Brasília, teve seu nome mudado para Universidade do Estado…

Leia Mais