My Twitter Feed

December 16, 2017

SINDPSI-RJ em Petrópolis

O SINDPSI-RJ esteve reunido com Psicólogas e demais categorias de Servidores da Saúde e Assistência Social de Petrópolis. O objetivo é articular ações para garantir que as pautas dos trabalhadores sejam atendidas. No momento os Servidores reivindicam a reposição salarial 2016/2017, o pagamento do abono de férias e a não alteração de carga horária das diversas categorias. Muitos Servidores acusam o prefeito Bernardo Rossi de gastar  uma fortuna com a decoração de Natal R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais), enquanto alega não ter dinheiro para pagar a reposição salarial referente a 2016, que estava parcelada e foi suspensa…

Leia Mais

Greve dos Psicólogos da Saúde do Município do Rio de Janeiro

Em consonância com o Movimento ‘Nenhum Serviço de Saúde a Menos’, psicólogas e psicólogos que trabalham na atenção básica e nos dispositivos de saúde mental, deliberam greve com data de início a partir do dia 07 de novembro de 2017. Abaixo está o conteúdo da Carta de Reivindicações da categoria. CARTA DE REIVINDICAÇÕES DA GREVE DOS PSICÓLOGOS TRABALHADORES DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO Os psicólogos trabalhadores dos serviços de saúde do Município do Rio de Janeiro deliberaram em assembleia geral realizada em 31 de Outubro de 2017 as seguintes reivindicações: 1) Recomposição imediata do orçamento…

Leia Mais

Nenhum Serviço de Saúde a Menos

Não é de hoje que estamos sofrendo com as tentativas de desmonte do SUSna cidade do Rio d Janeiro. Esse ano a situação se agravou. A prefeitura do Crivella contingenciou mais de 500 milhões de reais do orçamento da saúde e ainda apresentou proposta de mais cortes para o orçamento de 2018. Os trabalhadores e usuários do sistema estão pagando caro. Atrasos salariais recorrentes, incertezas e inseguranças, assédio moral, falta de insumos e medicações, mais de 100 demissões só no mês de outubro. Os trabalhadores estão se organizando. Nós psicólogos somos uma categoria importante da área da saúde e precisamos…

Leia Mais

SINDPSI-RJ pela manutenção integral da resolução 01/99

A Resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que veta as(os) psicólogas(os) práticas discriminatórias no que tange a sexualidade, teve a sua validade relativizada em razão de decisão da Justiça Federal, que acolheu, parcialmente, o pedido que motivou a ação. A medida representa um grave retrocesso para a população LGBT, mais uma vez alvo de grupos fundamentalistas. Não menos grave é saber que a prática das(os) trabalhadoras(os) psicólogas(os) seja objeto dessas tentativas de normatização dos corpos, de violação da liberdade de ser. Tal decisão também implica em eminente risco a autonomia e independência das trabalhadoras(es) psicólogas(os), que vêem deslegitimado Resolução…

Leia Mais

Revogação da Reforma Trabalhista

O Sindicato dos Psicólogos do Estado do Rio de Janeiro (SINDPSI-RJ) convida as(os) Psicólogas(os) a assinar o abaixo assinado para a  ANULAÇÃO DA REFORMA TRABALHISTA. A iniciativa promovida pela Central Única dos Trabalhadores CUT, tem o propósito de recolher, pelo menos, 1,3 milhão de assinaturas para protocolar na Câmara Federal  um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que anule (revogue) a lei da Reforma Trabalhista. É POSSÍVEL? Sim. No Brasil, já foram revogadas 11 (onze) leis por meio de Projetos de Lei de Iniciativa Popular. A Constituição Federal permite que a sociedade apresente um projeto de lei à Câmara dos…

Leia Mais

#UERJ RESISTE

O SINDPSI-RJ também está engajado na defesa da UERJ. A UERJ Resiste! A UERJ somos nós! A potência da Resistência está em nós! O início da história da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) remonta aos idos de 1950, quando foi fundada a Universidade do Distrito Federal (UDF) pela a Lei Municipal nº 547. Nessa época a Capital Federal (DF) era a cidade do Rio de Janeiro. No ano 1958, passou a se chamar Universidade do Rio de Janeiro (URJ). Em 1961, após a transferência do Distrito Federal para Brasília, teve seu nome mudado para Universidade do Estado…

Leia Mais

Nova troca de direção do INC ameaça qualidade da assistência cardiológica no SUS

Nós, servidores do Instituto Nacional de Cardiologia,  entendemos que o nosso país passa por um momento de profunda instabilidade econômica, social e política. Sabemos que a construção de uma democracia madura e uma sociedade justa é algo difícil e exige sacrifícios de todos.  Em nossa instituição – a referência nacional em cardiologia – esta instabilidade se reflete na mudança da direção pela terceira vez! São 4 diretores diferentes, em 1 ano e meio. Sempre dispostos a cuidar, de forma integral, de nossos pacientes, manifestamos nossa preocupação com este fato. Nossos pacientes precisam de cuidados especializados e que – em muitos…

Leia Mais

Abaixo Assinado em Defesa do CFP e da Lei 10.216

Abaixo Assinado em Defesa do CFP e da Lei 10.216 Nós, entidades, movimentos e organizações que constroem o Sistema Único de Saúde e a Reforma Psiquiátrica brasileira nos solidarizamos ao Conselho Federal de Psicologia pelos ataques sofridos através da Nota de Repúdio do I Seminário Internacional sobre Drogas, realizado no Piauí de 20 a 21 de Julho de 2017. A Nota de Repúdio ao CFP é na verdade uma Nota de Repúdio a todos e todas que lutam por construir uma política pública de Drogas amparadas na legislação nacional e nos direitos humanos. A Nota de Repúdio vem na verdade…

Leia Mais

O SINDPSI-RJ apóia e divulga a nota de repúdio a ação truculenta da polícia de Petrópolis contra defensor do Centro de Defesa dos Direitos Humanos

NOTA COLETIVA DE REPÚDIO O Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis – Grupo Ação, Justiça e Paz, bem como as demais instituições subscritas, vem, através da presente, tornar público o repúdio à ação arbitrária e de criminalização da defesa dos direitos humanos por parte da Polícia Militar e Polícia Civil em Petrópolis contra um profissional de nossa instituição. Repudiamos também a forma como os fatos foram divulgados em um jornal local, reproduzindo a versão dos policiais e sem que fosse oferecido espaço para o contraditório. Portanto, denunciamos a forma truculenta e arbitrária com que policiais militares reagiram …

Leia Mais

NOTA SOBRE A MORTE DO MÚSICO MARIO TRAVASSOS NA CLINICA DA GAVEA

O Sindicato dos Psicólogos do Estado do Rio de Janeiro posiciona-se, sempre, na defesa intransigente das políticas públicas direcionadas para a defesa de direitos conquistados arduamente ao longo de lutas coletivas por décadas. Assim, defendemos, em consonância com a Lei 10.216/2001 (conhecida como Lei da Reforma Psiquiátrica), um estatuto social para a pessoa em sofrimento psíquico que lhe garanta cidadania e respeito à sua singularidade. Defendemos ferrenhamente os dispositivos institucionais preconizados na Lei da Reforma Psiquiátrica para o acolhimento e cuidados de pessoas em intenso sofrimento mental. Não à redução de direitos! Nenhum passo atrás!   NOTA SOBRE A MORTE…

Leia Mais